O Google anunciou uma extensão de sua parceria com a startup Aclima, que desenvolve sensores de qualidade de ar. O objetivo é incluir esses equipamentos em carros do Street View espalhados pelo mundo.  Além de tirar fotos das ruas, os veículos passarão a monitorar os níveis de monóxido e dióxido de carbono (CO e CO2), óxido e dióxido nítrico (NO e NO2), ozônio (O3) e partículas de matéria.

Os sensores serão instalados inicialmente em 50 carros, que rodarão nas cidades de Houston (EUA), Cidade do México e Sidney (Austrália), segundo reportagem do TechCrunch. A expansão para outras cidades nos EUA e para a Europa deve começar ainda durante o outono do hemisfério norte. Ainda não há previsão de incluir o Brasil. Os dados colhidos serão disponibilizados em bancos de dados públicos no Google BigQuery, o “depósito” de big data da empresa.

A parceria com a Aclima começou em 2015, com análises da qualidade do ar ao redor do campus do Google e pelas cidades de Los Angeles São Francisco, na Califórnia. A startup inclusive divulgou um vídeo curto mostrando o mapa de poluentes da região.  Já no começo de 2018, o acordo entre ambas foi estendido para incluir sensores em carros do Street View em Londres.

Conforme explicou em comunicado o CEO da Aclima, Davida Herlz, a ideia com esse monitoramento constante é oferecer informações sobre poluição a comunidades que até hoje não tem acesso fácil a esses dados. Karin Tuxen Bettman, gerente de programa do Google Earth Outreach, de parcerias, complementou: “Essas medidas podem contribuir com novos insights a nível regional para ajudar cidades a acelerar seus esforços na transição para se tornarem cidades mais inteligentes e saudáveis”.