A Netflix pode estar de olho em uma nova faixa de preços para seu serviço de streaming. Atualmente, a empresa oferece três opções para o novo assinante, mas existe a possibilidade de lançar uma quarta segundo um teste identificado na Itália.

Caso você não esteja familiar com os planos da Netflix, o mais simples deles é o “Básico”, que, por R$ 20 mensais, permite reprodução em apenas uma tela e qualidade abaixo do HD; o mais popular é o “Padrão”, que suporta duas telas e qualidade de streaming HD por R$ 27,90. Já o plano mais avançado é o “Premium”, que alcança qualidade de vídeo 4K em até quatro telas simultaneamente por R$ 37,90.

Como identificou o site italiano Tutto Android, a Netflix resolveu testar uma quarta camada de serviço chamada “Ultra” e reorganizar os benefícios que cada um dos planos oferece. Pelo que o site da empresa mostra, parece que o plano “Premium” seria desmembrado em dois.

Reprodução

A imagem acima mostra que nada muda nos dois primeiros mais simples. No entanto, há apenas uma diferenciação entre o “Premium” e o “Ultra”: o segundo possui suporte a HDR, enquanto o primeiro não. Essa mudança é curiosa, pelo fato de que atualmente o plano “Premium”, como mais avançado, não tem qualquer restrição ao conteúdo em HDR da Netflix.

O “Ultra” também deu as caras em outra opção de serviço que embaralha um pouco mais os benefícios da Netflix. Neste segundo caso, os dois planos mais simples passariam a suportar apenas uma tela, com o “Padrão” com capacidade HD. O “Premium” manteria a capacidade 4K, mas seria rebaixado a apenas duas telas, e o mais avançado permitiria streaming em quatro telas com a mesma qualidade.

Reprodução

Em todos os casos, o preço do plano “Ultra” fica na casa dos 17 euros mensais, o que é o equivalente R$ 77 na cotação atual. Os outros preços não se alteram.

A Netflix confirma os testes identificados pelo site, mas afirma que isso foi apenas um experimento com um número pequeno de usuários, sem a intenção de implementar essa nova política de preços, pelo menos no futuro próximo.

“Nós testamos novas coisas na Netflix continuamente e esses testes normalmente variam em quantidade de tempo. Neste caso, testamos diferentes preços e recursos para entender como os consumidores valorizam a Netflix”, explicou à CNET Smita Saran, uma representante da empresa.