A conta de Mark Zuckerberg no Facebook tem algumas peculiaridades: ele não pode ser adicionado como amigo na rede social, possui uma equipe com acesso a ferramentas especiais para dar conta de seus 106 milhões de seguidores e… pode remover as mensagens que enviou pelo Messenger da inbox dos destinatários.

Atualmente, o Facebook não permite deletar mensagens já enviadas da inbox dos destinatários: quando você exclui uma mensagem, ela só desaparece na sua conta. Isso significa que qualquer pessoa que acesse o histórico ou baixe as informações do Facebook pode ler os chats antigos com você por tempo indeterminado.

Mas usuários da rede social notaram que algumas mensagens de Zuckerberg sumiram. O que aconteceu? O Facebook diz ao TechCrunch que isso tem relação com o caso da Sony Pictures: “Depois que os e-mails da Sony Pictures foram hackeados em 2014, fizemos uma série de mudanças para proteger as comunicações dos nossos executivos. Isso incluiu limitar o período de retenção das mensagens de Mark no Messenger”.

Mesmo no WhatsApp há um tempo limite para deletar mensagens, então o poder de Zuckerberg no Messenger é ainda maior. E isso levanta questões sobre ética e transparência: ninguém sabe quantas pessoas no Facebook podem fazer isso, quantas vezes isso foi feito, ou como é feito. Inclusive, se os usuários não tivessem percebido que mensagens de Zuckerberg sumiram, esse caso nem teria se tornado público.

Pelas regras do mundo, quando um destinatário recebe uma carta, uma mensagem ou qualquer outra coisa, ele tem o direito de decidir o que fazer com aquilo, desde que não infrinja nenhuma lei. Exceto se for no Facebook.