Over 10 years we help companies reach their financial and branding goals. Engitech is a values-driven technology agency dedicated.

Gallery

Contacts

411 University St, Seattle, USA

+1 -800-456-478-23

Sem categoria

Sistema de reconhecimento facial apontou que passageiro de 26 anos usava passaporte de outra pessoa e, portanto, não era quem dizia ser

O Aeroporto Internacional Washington Dulles, nos Estados Unidos, começou a testar uma tecnologia de reconhecimento facial nesta semana. Demorou apenas três dias para o primeiro resultado aparecer: no dia 22, o sistema apontou que um rapaz de 26 anos de um voo vindo de São Paulo não era quem ele dizia ser.

De acordo com a Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, o indivíduo havia conseguido enganar autoridades aeroportuárias até se apresentar a um oficial do Aeroporto de Dulles, que usou o reconhecimento facial para validar a identidade do passageiro. No procedimento, o sistema apontou que o rosto dele não batia com a foto do passaporte.

Os agentes levaram o rapaz para uma verificação secundária e, nesse processo, perceberam que ele ficou bastante nervoso. Na inspeção realizada na sequência, os agentes encontraram um documento de identidade dentro do sapato do sujeito que indica que ele é do Congo. O rapaz chegou ao aeroporto usando o passaporte de um homem francês.

 O documento verdadeiro estava no sapato

O documento verdadeiro estava no sapato

A CBP explica que o principal objetivo do sistema de reconhecimento facial é “proteger os Estados Unidos de todos os tipos de ameaças”. Ele consegue combater um truque muito usado por quem tenta entrar ilegalmente no país: apresentar o passaporte legítimo de uma pessoa com fisionomia parecida à sua. Foi justamente o caso do congolês.

Mas a CBP também espera que a tecnologia ajude a agilizar os procedimentos de verificação de passageiros nos aeroportos. Em uma fase futura, há planos inclusive de permitir que os trâmites sejam realizados sem necessidade de cartão de embarque.

Quanto ao rapaz, os Estados Unidos tratam o uso de documentos de outra pessoa como uma violação grave de suas leis de imigração, portanto, ele poderá responder criminalmente. O congolês ficou detido durante a investigação do caso e, depois, deportado.

Além do Washington Dulles, a CBP está testando o sistema de reconhecimento facial em outros treze aeroportos norte-americanos.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
Criado por WP RGPD Pro