O acordo entre a JBS e o Alibaba poderá movimentar US$ 1,5 bilhão em três anos.

O Alibaba é um gigante chinês do comércio eletrônico que já vende praticamente de tudo e, agora, deve expandir sua oferta de… carnes. A empresa chegou a um acordo para vender carnes bovinas, suínas e de aves da JBS em sua rede.

Segundo a companhia brasileira, o negócio poderá movimentar até US$ 1,5 bilhão durante três anos e se tornar o maior já realizado entre China e Brasil neste segmento. Ao oferecer produtos pela internet, a JBS deseja, principalmente, agregar valor à marca Friboi, recém-lançada no país.

O memorando de entendimento foi assinado nesta terça-feira (6) entre Renato Costa, presidente da JBS Carnes Brasil, e Richard Wang, executivo da Win Chain, subsidiária do Alibaba que atua na área de alimentos frescos.

Caso você não saiba (eu não sabia), o comércio eletrônico de carnes na China possui um tamanho considerável: somente em 2017, ele movimentou 3,75 bilhões de euros. As carnes representam 15% do total de vendas de alimentos frescos pela internet.

Em junho deste ano, a Seara, outra marca da JBS, chegou a um acordo com o JD.com, concorrente do Alibaba. A companhia brasileira não revelou o valor deste acordo, mas afirmou que, na ocasião, a China representava mais de 20% de suas exportações.