Over 10 years we help companies reach their financial and branding goals. Engitech is a values-driven technology agency dedicated.

Gallery

Contacts

411 University St, Seattle, USA

+1 -800-456-478-23

Sem categoria

Criminosos roubam número de celular e pedem dinheiro via WhatsApp para amigos e familiares; valores chegam a R$ 80 mil.

A Polícia Civil do Ceará estima que mais de 5 mil pessoas em todo o Brasil foram afetadas pelo golpe de clonagem no WhatsApp: estelionatários roubam seu número de celular e pedem dinheiro para seus contatos. Algumas tra,nsferências têm valor pequeno, mas há casos que chegam a R$ 80 mil. Este tipo de crime vem ocorrendo há anos; você pode evitá-lo ativando a verificação por duas etapas no aplicativo.

O delegado Julius Bernardo explica ao jornal O Povo que os golpistas fazem pesquisa para mirar em determinadas vítimas, buscando “pessoas com um bom poder aquisitivo, políticos e também funcionários de instituições públicas”. Ele é diretor da Célula de Inteligência Cibernética na Polícia Civil do Ceará.O criminoso adquire um chip e solicita à operadora o resgate do número da vítima escolhida. Dessa forma, ele consegue acesso ao WhatsApp. Também é necessário obter o celular de parentes e amigos para conversar com eles se passando pela vítima.

Em comunicado, a polícia explica que o golpe muda de acordo com o perfil do alvo. Dependendo do caso, o estelionatário pede dinheiro para trocar um pneu de carro, comprar um eletrodoméstico ou adquirir um carro. Ele solicita com urgência um depósito na conta de um “laranja”; os valores transferidos ficam entre R$ 70 e R$ 80 mil.

Grupo criminoso clona WhatsApp em diversos estados

Julius nota que esse crime pode ser praticado de qualquer lugar do Brasil, por ser realizado via internet; e não envolve apenas por uma pessoa: “sabemos que o golpe era bem estruturado, contando com a participação de vários envolvidos”.

A investigação da Célula de Inteligência Cibernética vem sendo realizada há três anos. Foi identificado um dos chefes do grupo — que atua em diversos estados — assim como diversas pessoas com participação direta ou indireta no esquema.

Mais de 5 mil pessoas foram vítimas desse golpe no país, mas a polícia acredita que o número seja maior, porque muitas pessoas não registram queixa. No Ceará, foram abertos 50 boletins de ocorrência na Polícia Civil.

Everardo Silva, delegado-geral da Polícia Civil do Ceará (à esquerda); e Julius Bernardo, diretor da Célula de Inteligência Cibernética

Um desses casos envolve a jornalista Giselle Soares: um criminoso roubou seu número de celular e pediu R$ 1.500 para um amigo dela via WhatsApp, para a garantia de aluguel de um apartamento.

“Quando olhei meu celular, percebi que estava sem sinal e que o WhatsApp não estava funcionando”, ela conta à Agência Brasil. O amigo desconfiou dos dados bancários, que eram de outra pessoa, e decidiu ligar para Giselle. A transferência não foi realizada.

Ative a verificação de duas etapas no WhatsApp

Julius recomenda que as pessoas não façam transferência com base apenas em mensagens de WhatsApp — mesmo que pareça ser algo urgente.

“A pessoa deve ligar para os seus amigos e familiares sempre que desconfiar do teor da conversa. Mesmo que pareça totalmente seguro, é necessário conferir por ligação telefônica ou outros meios se a mensagem recebida realmente foi enviada pelo amigo, cliente, familiar ou chefe”, ele orienta.

Além disso, você deveria ativar a verificação de duas etapas. Dessa forma, mesmo que um criminoso roube seu número de celular, ele precisará de um código numérico para acessar sua conta do WhatsApp.

É simples: siga o caminho Conta > Verificação em duas etapas, insira um PIN de seis dígitos e um endereço de e-mail para recuperar a conta.

O WhatsApp vai solicitar, de tempos em tempos, que você digite esse PIN para continuar usando o aplicativo (não há como desativar isso). Se você receber um e-mail do WhatsApp para desativar a verificação em duas etapas, não clique no link — pode ser um criminoso tentando invadir sua conta.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
Criado por WP RGPD Pro