Seguro-desemprego já pode ser solicitado 100% pela internet

Portal Emprega Brasil permite que seguro-desemprego seja pedido totalmente pela internet, mas cidadão terá que ir a um posto em caso de pendências.

Dar entrada no seguro-desemprego ficou um pouco mais fácil. Desde quarta-feira (19), é possível realizar o procedimento por meio do Portal Emprega Brasil. A ideia é permitir que o cidadão tenha acesso ao benefício sem precisar comparecer a uma unidade do Sine (Sistema Nacional de Emprego).

Já era possível dar entrada no seguro-desemprego pela internet. Mesmo assim, o cidadão tinha que comparecer a um posto de atendimento para conferência da documentação. Agora, todas as etapas poderão ser 100% online. A ida a uma unidade do Sine só será necessária em caso de pendências ou divergências cadastrais.

Para fazer a solicitação online, é preciso acessar o Portal Emprega Brasil, clicar em Cadastrar no menu à esquerda do site, preencher o formulário e, assim que o acesso for liberado, ir à opção do seguro-desemprego. O próximo passo consiste em preencher um formulário de oito etapas com questões sobre atividades laborais, formação acadêmica, experiência profissional e afins.

No momento do cadastro, é importante ter a Carteira de Trabalho (CTPS) e outros documentos em mãos, pois o procedimento só prosseguirá se o cidadão acertar pelo menos quatro das cinco questões iniciais. Se não conseguir, terá que esperar 24 horas para realizar outra tentativa ou entrar em contato com o INSS pelo número 135 para pedir orientações.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, todo o processo passa por uma análise de risco, “com mecanismos de inteligência avaliando se o requerimento pode ser concedido ou se é preciso ir ao posto para complementar alguma informação”.

Esse ponto indica que, nesta fase inicial, boa parte das solicitações ainda exigirá comparecimento a um posto de atendimento do Sine. No entanto, o Ministério do Trabalho afirma que, à medida que os dados do sistema ficarem mais consistentes e os mecanismos de inteligência se aperfeiçoarem, o número de trabalhadores que conseguirão fazer todo o procedimento online aumentará gradualmente.

Ministério do Trabalho e Emprego

Estando tudo certo, o cidadão receberá a primeira parcela do seguro em 30 dias. Atualmente, o valor do benefício por mês varia entre R$ 954 e R$ 1.677,74, dependendo da média salarial. O trabalhador poderá receber entre três e cinco parcelas, de acordo com o tempo trabalhado.

O Portal Emprega Brasil foi desenvolvimento pela Dataprev. Além de requisição do seguro-desemprego, o site dá ao trabalhador indicações de cursos de qualificação profissional e oportunidades de emprego.

Para os cidadãos que preferirem atendimento presencial para solicitação do benefício, os postos continuam funcionando.

Seguro-desemprego apenas via depósito em conta a partir de junho

O seguro-desemprego passará por outra mudança: a partir de junho de 2019 (se não houver adiamentos), o benefício só poderá ser pago via depósito em conta corrente ou poupança na Caixa Econômica Federal — o cidadão terá que criar uma conta gratuitamente no banco caso ainda não a tenha.

Com essa medida, os pagamentos via saques em lotéricas ou terminais da Caixa deixarão de existir. De acordo com o Ministério do Trabalho, a nova regra de pagamento trará economia e diminuirá o risco de fraudes.

By |2018-12-21T15:30:07+00:00dezembro 21st, 2018|Sem categoria|