Chinês que vendeu rim para comprar iPad é internado por… insuficiência renal

Wang Shangkun vendeu o órgão por cerca de R$ 11,8 mil e comprou não só o tablet da Apple, mas também um iPhone 4.

No já longínquo ano de 2011, Wang Shangkun, um chinês que tinha 18 anos na época, achou que seria uma boa ideia vender um de seus rins no mercado negro para ter dinheiro para comprar um iPad. Ele conseguiu o seu objetivo, comercializando o órgão por cerca de R$ 11,8 mil, comprando assim o tablet da Apple, além de um iPhone 4. Só que agora a conta chegou.

Shangkun, hoje com 25 anos, deu entrada no hospital na província de Anhu, com o diagnóstico de insuficiência renal. E agora, ele depende da hemodiálise para evitar a falência total do órgão e, claro, sua morte.

Segundo a reportagem do jornal inglês Mirror, o jovem fanático por tecnologia começou a mostrar deficiências renais não muito tempo depois da cirurgia que retirou o primeiro rim. Ela pode ter sido causada por uma infecção, já que o ambiente onde ocorreu a operação totalmente ilegal, convenhamos, não devia ser dos mais limpos. Além disso, não houve um tratamento pós-operatório após o procedimento.

Depois que o caso veio à tona, nove pessoas envolvidas no procedimento foram presas, incluindo os médicos responsáveis pela retirada do rim de Shangkun. A família do jovem recebeu quase R$ 800 mil de indenização (dá para comprar um monte de iPads e iPhones, não?), no entanto, Wang precisou desistir de seus estudos e vive de benefícios sociais, fornecidos pelo governo chinês.

E, ironia das ironias: na época em que a retirada do rim fora divulgada, Shangkun teria dito à imprensa local: “Por que eu preciso de um segundo rim? Um é o suficiente”.

E a evolução segue seu rumo…

By |2019-01-14T16:28:52+00:00janeiro 14th, 2019|Latest Articles|