Menina de 14 anos desenvolve aplicativo para ajudar portadores de Alzheimer

Emma Yang teve a ideia de usar o reconhecimento facial para ajudar no dia a dia de quem sofre com a doença.

Algumas pessoas já nascem com o intuito de mudar a vida de quem precisa, e esse é o caso de Emma Yang. A menina, de apenas 14 anos, vendo sua avó sofrer com as consequências do Alzheimer – doença neurodegenerativa que causa perda da memória – desenvolveu um aplicativo capaz de ajudar quem sofre com o problema. O Timeless, nome dado ao app, disponibiliza uma ferramenta que usa reconhecimento facial para ajudar os portadores a identificarem pessoas e recordar memórias.

A jovem que nasceu em Hong Kong e hoje mora em Nova York, programa desde seus 6 anos de idade e foi com 12 anos que começou a pensar em uma forma para ajudar sua avó. O Timeless permite que o paciente receba fotos dos familiares e as organiza automaticamente, identificando e etiquetanto quem é cada um. Além disso ele organiza uma agenda telefônica com as imagens as sincroniza com a agenda de compromissos, indicando quem é o responsável por levar a pessoa a determinados lugares.

A brincadeira de criança, que era estimulada pelo pai, um desenvolvedor, começou na plataforma de programação visual Scratch. Daí em diante, a menina já produziu diversos jogos e websites. O trabalho de Yang repercutiu e foi notado por Bill Gates, fundador da Microsoft, e Joseph Tsai, vice-presidente executivo do grupo Alibaba.

By |2019-02-11T19:30:05+00:00fevereiro 11th, 2019|Latest Articles|