Over 10 years we help companies reach their financial and branding goals. Engitech is a values-driven technology agency dedicated.

Gallery

Contacts

411 University St, Seattle, USA

+1 -800-456-478-23

Blog

O Facebook levou 29 minutos para remover a transmissão do atentado, mas o intervalo permitiu a criação de cópias.

A transmissão ao vivo do ataque de Christchurch, na Nova Zelândia, ficou no ar por pouco tempo, mas levou à publicação de várias cópias. O atentado teria sido visto por poucas pessoas caso o Facebook tivesse sido mais rápido para remover a transmissão original.

Segundo a plataforma, o vídeo feito pelo atirador teve menos de 200 exibições enquanto estava ao vivo e cerca de 4 mil exibições após o fim da transmissão. O Facebook diz, ainda, que não recebeu qualquer notificação de usuários durante a transmissão.

A primeira denúncia, que permitiu a remoção do conteúdo, só foi feita 29 minutos depois do início da transmissão e 12 minutos após ela se encerrar. O intervalo foi o suficiente para que usuários criassem cópias do vídeo original e publicassem ele no próprio Facebook ou em outros sites.

A rede social informou que está removendo automaticamente do Facebook e do Instagram todos os vídeos que são visualmente parecidos com o original. Para identificar vídeos que tentam passar pelo bloqueio, a plataforma também está analisando o áudio.

Nas primeiras 24 horas após o atentado, cerca de 1,5 milhão de vídeos foram removidos, sendo que 1,2 milhão deles foram proibidos ainda durante o envio. Os números são significativos, mas mostram que 300 mil vídeos (ou 20% do total) passaram pelos filtros e, provavelmente, foram visualizados.

As informações foram publicadas no blog do Facebook pelo vice-presidente e conselheiro geral, Chris Sonderby. De acordo com o executivo, a companhia está comprometida em “trabalhar com líderes da Nova Zelândia para ajudar a combater o discurso de ódio e a ameaça de terrorismo”.

Operadoras bloqueiam sites na Nova Zelândia

Na terça-feira (18), operadoras de internet na Nova Zelândia, como Vodafone, Spark e Vocus passaram a impedir o acesso a alguns sites. As páginas foram penalizadas porque não atenderam aos pedidos de remover cópias da transmissão enviadas por usuários.

Ao Bleeping Computer, a consultora de comunicações externas para a Vodafone na Nova Zelândia, Meera Kaushik, explicou que a retirada dos vídeos é a condição para os sites voltarem ao ar. “Quando o material é identificado, o site é temporariamente bloqueado e recebe uma notificação solicitando a remoção do material”, explicou.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
Criado por WP RGPD Pro