Motoristas da Uber no Brasil fazem manifestação por aumento de tarifas

Além da Uber, protestos são direcionados a 99, Cabify, Wappa e Lady Driver; motoristas também pedem mais segurança.

Os motoristas de aplicativos como a Uber convocaram para esta quarta-feira (8) paralisações em vários países em protesto por um reajuste no valor das corridas. A manifestação também envolve atos em algumas cidades.

Em São Paulo, por exemplo, os motoristas se reuníram no Vale do Anhangabaú, no centro da cidade. As reclamações foram direcionadas especialmente à Uber, mas também houve críticas a 99, Cabify, Wappa e Ladydriver.

Os motoristas pedem o aumento no valor das tarifas e a redução das taxas cobradas pelas plataformas, à medida em que custos com combustível, por exemplo, aumentam. Eles também defendem a criação de mecanismos que ofereçam mais segurança àqueles que estão dirigindo.

Segundo o UOL, o grupo pede um reajuste de R$ 2 sobre a tarifa básica paga pelos passageiros da Uber e um aumento no valor do quilômetro rodado. Há, ainda, um pedido de redução de 15% a 20% na taxa cobrada pela plataforma e um cadastro mais rigoroso para passageiros.

A paralisação foi divulgada principalmente em WhatsApp, Telegram e Facebook tanto por grupos organizados, como a Associação dos Motoristas de Aplicativo de São Paulo (Amasp), quanto por motoristas em ação individual.

A categoria propõe que todos desliguem o aplicativo entre 0h e 23h59 desta quarta em estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Tocantins, Pernambuco, Espírito Santo e Bahia. No entanto, como nem todos os motoristas participam de associações, é provável que muitos não fiquem sabendo da manifestação.

Manifestação de motoristas brasileiros é direcionada a Uber, 99, Cabify, Wappa e Lady Driver (Foto: Victor Hugo Silva/Tecnoblog)

Manifestação no Brasil é voltada a Uber, 99, Cabify, Wappa e Lady Driver (Foto: Victor Hugo Silva/Tecnoblog)

Protesto vem antes de estreia do Uber na bolsa de valores

Este é mais um movimento em protesto às condições de trabalho dos motoristas de aplicativos. Ele ocorre dias antes da abertura de capital da Uber na Bolsa de Valores, prevista para sexta-feira (10).

A empresa espera levantar US$ 10 bilhões com sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), o que a faria atingir o valor de marcado de US$ 84 bilhões. Os motoristas criticam o fato de suas condições de trabalho não melhorarem, ainda que a empresa registre crescimento.

Nos Estados Unidos, motoristas de cidades como Nova York, São Francisco, Los Angeles e Chicago também realizaram manifestações. Assim como no Brasil, a intenção é reivindicar por maiores ganhos com as corridas.

A Uber afirmou que, por se tratar de um movimento descentralizado, ainda não tem um posicionamento sobre a paralisação. Atualizaremos este post caso a companhia volte a se manifestar.

Em São Paulo, motoristas estacionaram carros antes de realizarem caravana (Foto: Victor Hugo Silva/Tecnoblog)
By |2019-05-08T22:03:22+00:00maio 8th, 2019|Blog|
× Como posso te ajudar?